Random ramblings of directaman

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Random ramblings of directaman

Mensagem por Lifebringer em Seg Set 12, 2011 3:48 am

Ok, confesso que estive até um pouco na dúvida se iria publicar isto nesta área ou na das artes caseiras, visto que é um pouco de um misto entre os dois, mas acaba por ser algo bastante mais para o filosófico do que para o estético/artístico e de valor mais filosófico/espiritual que outra coisa, daí decidi partilhar isto aqui para deixar aberto a discussão e opinião perante todos.

Ora bem... como algum pessoal aqui já sabe e sou capaz de já ter referido uma vez ou outra, eu tenho uma sensibilidade "estranha" às estações que é uma coisa até de família (quem está familiarizado com "bipolaridade sazonal" os conceitos estão relacionados, mas entrar nisso em detalhe seria agora uma conversa que daria pano para mangas e de momento não é chamada à questão Razz) e então sinto as energias de cada estação, diferentemente a cada uma das alturas, e é algo que regra geral se revela muito difícil de explicar por palavras, porque simplesmente é algo que se sente e reconhece e simplesmente "está lá" e tem aquela certa "forma" ou "identidade" que uma pessoa já reconhece... e o Outono em particular é uma estação que me faz sentir automaticamente muito bem e tem um efeito muito forte em mim, e uma sensação muito típica que nem sempre é propriamente fácil de explicar... ora bem, é desta sensação que parte o que vim aqui partilhar.

Ora bem, no outro dia estava eu de directa... e diga-se que eu de directa a minha mente "funciona de outra maneira"... tem tendência a divagar muito mais do que já normalmente divaga (e eu sou Peixes com ascendente em Gémeos, o que já diz muito Razz) e funciona um pouco em "modo automático", o que significa que tenho uma facilidade enorme em "perder-me" nas minhas divagações, e em contrapartida uma dificuldade enorme em estar presente no "mundo real"... (o que tem bastantes consequências desagradáveis, como perder qualquer noção de espaço social, o que quase me custou um bom murro na cara em certos episódios, but that's a whole other story Razz)
Então nessa manhã de directa eu estava a sentir essas mesmas energias de Outono mesmo muito fortes, e comecei a pensar numa coisa, que estranhamente nunca tinha questionado: "Porque é que a estação da morte é a estação que nos dá uma sensação confortável e acolhedora?"
Sente-se mudança no ar, mas ao mesmo tempo uma sensação de "segurança" que lhe é ligada, o que se formos a ver à partida, é algo bastante estranho senão aparentemente contraditório, numa estação que está ligada a morte.

Então aí eu comecei a divagar interiormente sobre isso na minha directa, e começaram a ocorrer-me uma data de observações interessantes acerca do assunto e que me deram certos momentos de epifania sobre o assunto e uns quantos outros... mal cheguei ao comboio decidi anotar isso tudo no PC da maneira que me vinha à cabeça (o que significa que a escrita está um pouco "estranha" pois foi simplesmente passar automaticamente para o papel o "produto" da minha mente sob directa). O resultado consequente foi o seguinte, e achei que era interessante de partilhar aqui no fórum:



Why is the season of death the one which brings the cosy comforting feeling?
Because death is what ensures us that even the worst things will die, that there is no
eternal death or eternal darkness, for even death may die.
Thus it is "behind the scenes" the force that makes us feel safe, knowing that no darkness
will ever last forever. More than an end, it is the force that reminds us that there is no
true end.
Just as life makes us feel safe knowing there will always be life, that there will always
be good, so death makes us feel safe for making there'll never be an eternal evil, that
even the greatest of evils may die.
And thus death truly makes us eternal, for its power ensures that we can always survive
Indeed the feeling that every single evil, that every single fall, that every single doom,
that every single death may die, is the comfortable feeling that we can always be eternal,
the hope that always remains, for every evil ends, for change is certain, and no matter
how deep doom may threaten, everything can end... and that feeling is eternal safety...
and that feeling is Autumn.
That is why (no matter how much of a paradox it seems to the rational mind) the season
of death feels like comfort and safety... it is the safety brought by death as that which
guarantees that we can be eternal.

But such revelations do not end there, as each time anything dies in us, good or evil, any
episode, saga, thought, philosophy or situation... there is only one thing that always
remains... ourselves! The "I" in each one of us, the true inner self is the only thing
thar remains intact through all these cycles of death. And each time everything else
(be it good or bad) dies it is only that same self that remains, and thus we get closer to
said self, we recognize it more, we understand it more, we identify it more, and the more
we become aware of its existence, and the more we become one with it, and the more it
becomes real(to our eyes) and thus boundless and the stronger it is in its identity... and
becoming clear and strong, it becomes more and more real in our world and... eternal! The
more it survives, as it always does, through all the cycles of death, the more it becomes
the one safe real and eternal thing!
And thus... death is what makes us eternal! That is what makes us immortal! Or at the very
least, what reveals us as immortal. But since it is the guarantee that no single thing, no
single evil or single whatever may stay forever, or take us forever, for it too can die,
we could conclude it is indeed what makes us immortal.
And that explains that feeling of comfort and safety among the presence of death that
comes with Autumn.
It is that feeling that we are immortal, that no matter what we can never truly end, for
change (or death) will never allow it. That feeling of safety that comes from it.
Even if we don't realise it from the feeling that is just that, a feeling, that is the
hidden bridge that explains such a paradox as a logic part of the instinct and inner self
that connects us to Nature.

Considering that, considering that every cycle of death takes away everything but our
immortal inner self, and eventually reaps away every single mutable situation or state, we
could say something more... that death takes away the mutable and leaves only the eternal...
And then if we think about what happens upon our physical death... what happens to the body
and what happens to the soul... we just realise that same reality that now makes even more
sense: Death takes away the mutable and leaves only the eternal.
Death takes away the mutable and leaves only the eternal... and thus we have the essence of
death explained... in all its different senses...
And then it's all that much easier to understand that life and death are indeed two sides of
the same... the guardians of the eternal!


The brothers that compose the miracle of Nature! The perfect miracle of Nature!

Bem, espero que gostem de ler, e acima de tudo, exprimam para aqui qualquer opinião ou observação que tenham ou surja acerca do tema!
avatar
Lifebringer
Administrador

Peixes Serpente
Mensagens : 277
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 28
Localização : Toruń

http://portugalpagao.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Morrigan em Seg Set 12, 2011 9:04 am

Achei o teu texto bastante interessante. O Outono também é a minha estação favorita,mas não a associo tanto á morte, isso é talvez o Inverno. Posso considerar uma estação que pronuncia o Inverno, uma estação de transição, que nos relembra da nossa própria vulnerabilidade e acho que isso sim, é o que nos faz sentir vivos e tentar aproveitar mais cada momento e não associo tanto isso á imortalidade, mas a algo como o etéreo. Smile

_________________
[
avatar
Morrigan
Cecidit munitus

Câncer Coelho
Mensagens : 673
Data de inscrição : 16/05/2011
Idade : 29
Localização : Porto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Convidad em Seg Set 12, 2011 12:22 pm

achei interessante o teu ponto de vista >.<
nunca associei nenhuma das estaçoes a alguma coisa. ja agora tb gostava de saber o que pensas das outras estaçoes =D
para mim todas as estaçoes tem momentos de morte e vida, nascem umas coisas e morrem outras.
mas uma coisa confesso o outono traz com ele uma calma tremenda >.>

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Clodagh Amora em Seg Set 12, 2011 2:10 pm

Pensamentos que me assolaram enquanto lia:
Só se é imortal depois de morrer...
A vida não é uma garantia, mas sabemos que todos morreremos um dia...
Sim, deveras o Outono acalma-me...Mesmo com todo o mistério que são a vida e a morte, é a estação que me faz sentar, de manhã ou ao fim do dia, a beber um chá ou cevada bem quentes e a pensar no que foi e no que virá.
São tempos de mudança, mas são tempos em que o que quer que venha sinto-me preparada.

Sim, o Outono é a morte e o Inverno um hiato e renovação...


Recordações:
Nasci no dia 23 de setembro de 90. A minha mãe começou a ter contrações logo de manhã, pela hora em que começou mesmo a estação e teve-me 14h e uns minutos depois.
À pala disso o meu avô queria que me chamasse Outona.
avatar
Clodagh Amora

Libra Cavalo
Mensagens : 240
Data de inscrição : 21/03/2011
Idade : 26
Localização : Braga

http://www.doceblackberry.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Lifebringer em Seg Set 12, 2011 8:36 pm

Ok gostei bastante de todas as respostas que foram dadas aqui! Foram feitas aqui umas quantas boas observações e vou tentar comentar individualmente cada uma delas.

Morrigan escreveu:Achei o teu texto bastante interessante. O Outono também é a minha estação favorita,mas não a associo tanto á morte, isso é talvez o Inverno. Posso considerar uma estação que pronuncia o Inverno, uma estação de transição, que nos relembra da nossa própria vulnerabilidade e acho que isso sim, é o que nos faz sentir vivos e tentar aproveitar mais cada momento e não associo tanto isso á imortalidade, mas a algo como o etéreo. Smile

Ora bem, achei bastante interessante teres referido o conceito de vulnerabilidade... é bem possível que esteja também associado porque, como referiste, é algo que nos faz sentir vivos e instintivamente procurar o conforto ao mesmo tempo. Não acho que esse contexto esteja tão associado à sensação de "segurança" que vem com essa atmosfera e com a mudança, mas é bem possível que esteja tudo interligado.
Quanto ao Outono e ao Inverno, associo ambos a morte, mas de maneira diferente. Associo mais o Outono a morte porque vejo o Inverno como um prolongamento/finalização/conclusão dessa morte do Outono, assim como vejo o Verão como um prolongamento/crescimento/conclusão da vida que se cria na Primavera. Penso que posso dizer que sinto a morte como acontecimento no Outono, e sinto a morte como presença no Inverno, mas sinto uma associação natural a morte mais forte no Outono.

Mas gostei da tua perspectiva sem dúvida, não tinha reparado em certos aspectos que referiste ainda.


Davy Jones escreveu:achei interessante o teu ponto de vista >.<
nunca associei nenhuma das estaçoes a alguma coisa. ja agora tb gostava de saber o que pensas das outras estaçoes =D
para mim todas as estaçoes tem momentos de morte e vida, nascem umas coisas e morrem outras.
mas uma coisa confesso o outono traz com ele uma calma tremenda >.>

Confirmo aquilo que disseste acerca da calma, sem dúvida, apesar de que essa mesma calma do Outono (no meu caso), é uma calma cheia de energia. Energia interior atenção, não aquela exterior e explosiva. Diria que recebo essa energia toda da mudança que acontece no Outono, mas sem dúvida que é uma presença que vem sempre com essa mesma calma no ambiente.
Agora, o que sinto em cada uma das estações já é uma história mais complicada, mas vou tentar resumir. Antes de mais nada, é muito mais fácil pra mim falar da Primavera e do Outono que do Verão e Inverno, porque sinto as estações de mudança com muito mais força. Muito muito mais. O Verão por exemplo, noto-o mais muitas vezes pelo que se deixa de sentir da Primavera do que pelo que sinto do Verão em concreto. O Verão para mim é, como disse atrás, mais uma estação de desenvolvimento do que outra coisa. A verdadeira mudança e vida acontecem na Primavera e o Verão é mesmo o desenvolver dessa mesma mudança em vida enquanto sucessivamente se vai tornando em algo.
A Primavera é a outra estação que sinto com muita muita força! E é literalmente uma explosão de vida! E é engraçado que tanto a Primavera como o Outono me dão energias fortes, e vontade de viver e conviver, mas de uma maneira completamente diferente! A Primavera dá vontade de conviver toda a gente de maneira mais "festiva", activa, criativa. De participar activamente nessa "explosão de vida" que acontece a toda à volta e nas pessoas também. Já o Outono é outra estação que me dá uma grande vontade de conviver, mas mais aquele conviver de estar gente reunida numa salinha confortável a contar histórias e tomar um cafézinho.
No Inverno essa mesma sensação de "conforto" também está presente de certa forma, mas de uma maneira diferente, sem "encher de energia" como o Outono, sem aquela vontade de conviver, sem aquela sensação de "segurança" que vem junto (provavelmente por também já não ser estação de mudança). E pegando no que a Amora disse sobre o Outono, para mim acentua-se ainda mais no Inverno que é uma estação de reflexão e instospecção. É a tal necessidade de estares naquele ambiente aconchegado e teu, observar tudo o que se passa à tua volta (lá está, observar, não necessariamente um participar activamente) e reflectir em tudo, em nós próprios, no passado e presente, no que nos rodeia, no nosso "mundo pessoal", etc.
Claro que em cada altura da estação muitas vezes sinto uma sensação diferente. No caso do Inverno posso destacar aquela fase logo na altura e a seguir ao Yule que, tal como o significado desse mesmo dia, dá uma certa sensação de esperança no ar, começa a haver menos uma presença de morte, e começa a haver uma "pequena dose de esperança" misturada no ambiente que ainda é morto à volta. E no caso da Primvera há também aquela altura precisamente à volta do Imbolc em que se sente literalmente a Primavera a aproximar-se. É aquela sensação inexplicável, que simplesmente é um "aproxima-se alguma coisa" que sabe bem e sabe a esperança, uma esperança que só por si traz energia, e que com o tempo conseguimos reconhecer como sendo a "aproximação da Primavera do costume" que há todos os anos. É das minhas alturas preferidas do ano até.
Isto diz resumidamente um pouco o que é que eu associo a cada estação e às suas consequentes alturas.



Clodagh Amora escreveu:Pensamentos que me assolaram enquanto lia:
Só se é imortal depois de morrer...
A vida não é uma garantia, mas sabemos que todos morreremos um dia...
Sim, deveras o Outono acalma-me...Mesmo com todo o mistério que são a vida e a morte, é a estação que me faz sentar, de manhã ou ao fim do dia, a beber um chá ou cevada bem quentes e a pensar no que foi e no que virá.
São tempos de mudança, mas são tempos em que o que quer que venha sinto-me preparada.

Sim, o Outono é a morte e o Inverno um hiato e renovação...


Recordações:
Nasci no dia 23 de setembro de 90. A minha mãe começou a ter contrações logo de manhã, pela hora em que começou mesmo a estação e teve-me 14h e uns minutos depois.
À pala disso o meu avô queria que me chamasse Outona.

Ok adorei a tua resposta! E acertaste "na mouche" em muitas coisas naquilo que disseste!
Essa do "só se é imortal depois de morrer" foi uma das que me ocorreu também, mas ainda mais que isso é também aquilo de que toda a morte e mudança em tudo à nossa volta, toda a morte e mudança de algo que é parte do nosso "mundo pessoal", ao ir-se embora deixa apenas a única coisa que é eterna e imutável... que é o nosso eu interior. E ao sucessivamente em cada mudança, sobrar apenas isso, ele vai-se revelando aos nossos olhos e vai-se revelando como a coisa eterna que é.
Foste de encontro à minha perspectiva também quando referiste o "sentar a beber um chá ou cevada bem quentes e a pensar no que foi e no que virá", que refere a tal sensação de conforto que mencionei. É realmente para mim quando "começa a altura da introspecção", sem dúvida, apesar de que para mim essa introspecção se vai desenvolvendo a partir daí e culmina realmente no Inverno.

"São tempos de mudança, mas são tempos em que o que quer que venha sinto-me preparada." -> Foste novamente de encontro àquela sensação que o Outono me dá e ao que reflecti sobre a mesma, no sentido em que sentes toda a "força" da mudança à volta, e que para todos os efeitos é uma mudança de morte, mas no entanto essa mudança deixa uma sensação de segurança. Talvez pelo que referi no texto, de que essa mudança e morte são necessários e mais ainda, essenciais à nossa vida continuar e a permanecermos no nosso desenvolvimento, talvez ainda mais que isso, mas o que é certo é que efectivamente é uma mudança que no entanto deixa essa sensação de segurança.

E quanto à parte de o teu avô querer que te chamasses Outona... epah, sinceramente isso teria sido extremamente awesome e badass Razz
Acho que tenho de ter em conta o nome para uma possível personagem de jogo que venha a criar no futuro Razz
avatar
Lifebringer
Administrador

Peixes Serpente
Mensagens : 277
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 28
Localização : Toruń

http://portugalpagao.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Clodagh Amora em Seg Set 12, 2011 8:58 pm

Pah ainda estamos na sintonia xD após a cena da Idalina e da sósia lol
avatar
Clodagh Amora

Libra Cavalo
Mensagens : 240
Data de inscrição : 21/03/2011
Idade : 26
Localização : Braga

http://www.doceblackberry.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Convidad em Ter Set 13, 2011 12:54 pm

souka
brigado pela resposta =D

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Ookami em Qua Set 14, 2011 8:08 pm

White tinhas razão, we do write in a similar fashion, ou melhor, pensamos de formas muito parecidas.

Eu já tinha pensado mas nunca de tal forma profunda, foi um brisa de ar fresco ler esta tua peça.
E vou ter de concordar, O outono é o morrer, O inverno a espera, Primavera o nascer e o verão a vida por assim dizer.
O inverno sendo o tempo de espera após a morte, e o verão sendo a vida que vem do momento de criação.

Eu por mim dava os todos um abraço, este topico fez me bastante feliz.
E wolfy, your epic Razz
avatar
Ookami

Libra Serpente
Mensagens : 444
Data de inscrição : 05/01/2011
Idade : 27
Localização : Eden

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Sailor Moon em Qui Set 15, 2011 9:54 pm

Bem é bom encontrar mais malucos como eu :banana:
Digo isto porque sempre me chamaram de doida por o Outono ser a minha estação preferida. Mas concordo com grande parte do que foi dito. A serenidade do Outono, a calma que transmite, o cheiro da terra e das primeiras chuvas, os tons de dourado... Aquele energia maravilhosa que está no ar... é algo que me transcende.

Simplesmente adoro o Outono!
avatar
Sailor Moon

Sagitário Coelho
Mensagens : 570
Data de inscrição : 04/01/2011
Idade : 29
Localização : Alba

http://unicorniodadeusa.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Ookami em Qui Set 15, 2011 10:43 pm

Inverno é melhor /offtopic

Outono é uma época muito interessante, aqui na minha área é um dos tempos onde os coelhos estão sempre por aqi á noite. não tanto como na primavera mas não passa uma noite onde não se vê coelhos.
avatar
Ookami

Libra Serpente
Mensagens : 444
Data de inscrição : 05/01/2011
Idade : 27
Localização : Eden

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Queen em Qua Set 21, 2011 7:25 pm

O Outono traz-me emoções e um sentir muito diferentes. De todas as estações é aquela da qual mais sinto a chegada e a que melhor saúdo e recebo.

Traz-me refleção, renovação, renascimento, resumindo: o novo começo. O curioso é que é algo brando, sereno, que vem calmamente, que se vai anunciando e do qual sentimos o efeito em nós, como se estivéssemos à conversa com nós próprios. Parece que ouvimos a mudança. Ele, o Outono, chega com essa mesma promessa...O que existia antes morre, mas com essa morte virá algo novo, e ao longo desse tempo de espera, aguardamos isso ansiosos. Temos uma certeza. Há algo renascido que sabemos que virá.

Compreendo bem essas palavras que usas, e realmente é isso mesmo que o Outono nos dá. Penso que nós pagãos/seres mais ligados à natureza temos a sensibilidade mais apurada para isso, e descreves isso bastante bem, porque acho que todos nós que somos mais receptivos sentimos as coisas dessa forma.
avatar
Queen

Mensagens : 266
Data de inscrição : 06/02/2011
Localização : Ophiussa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Ookami em Qua Set 21, 2011 7:47 pm

Vocês estão a fazer me imensa inveja T.T
Eu sinto a mudança de tempo e adapto mas não sinto a energia das estações nem nada desse género.
I wanna know how it feels T.T
I feel left out...

Quando é começaram a notar mais estas correntes de energia que seguem as estações ?
avatar
Ookami

Libra Serpente
Mensagens : 444
Data de inscrição : 05/01/2011
Idade : 27
Localização : Eden

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Queen em Qua Set 21, 2011 8:11 pm

Ookami, pode depender de cada pessoa ou até mesmo do local onde estás. No norte/centro de Portugal, começas a sentir mais cedo, pois é um clima mais frio do que no sul. Eu pessoalmente acho que em zonas mais recatadas, onde tens mais contacto com a natureza, meaning; longe das cidades é mais fácil notar isso.

Desde quando? Humm... Acho q desde pequena. Ao longo da vida vamos avançando e com isso as nossas percepções. Vem naturalmente. Quando menos se espera. As usual.
avatar
Queen

Mensagens : 266
Data de inscrição : 06/02/2011
Localização : Ophiussa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Sosai Wakasaki em Qua Set 21, 2011 11:37 pm

Por acaso essa percepção é uma coisa que se vai notando com o tempo. Só para aí à um ano, se tanto, é que tenho começado a vir sentindo. Por exemplo, para mim o Outono já chegou à um bom bocado :p

_________________
avatar
Sosai Wakasaki
I haz banhammer but I iz MIA

Capricórnio Serpente
Mensagens : 928
Data de inscrição : 13/06/2010
Idade : 27
Localização : Braga

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Lifebringer em Dom Set 25, 2011 1:30 am

Ok Queen adorei a tua resposta! E exactamente aquilo que dizes com as tuas palavras nesse post! De maneira simples, mas que acerta "mesmo na mouche"! Gostei bastante de ler o que escreveste!


Queen escreveu:Ookami, pode depender de cada pessoa ou até mesmo do local onde estás. No norte/centro de Portugal, começas a sentir mais cedo, pois é um clima mais frio do que no sul. Eu pessoalmente acho que em zonas mais recatadas, onde tens mais contacto com a natureza, meaning; longe das cidades é mais fácil notar isso.

Desde quando? Humm... Acho q desde pequena. Ao longo da vida vamos avançando e com isso as nossas percepções. Vem naturalmente. Quando menos se espera. As usual.

Ok quanto a este ponto em específico concordo especialmente com a parte de se sentir mais nas áreas em que se tem mais contacto com a Natureza! Por exemplo, estive na Suécia o ano passado pela altura da entrada do Outono e fiquei com a impressão que o Outono lá é bastante mais forte, mas a verdade é que nas primeiras 2 horas que estive em Estocolmo não senti nada de mais... depois disso segui para Ekero, numa pequena ilhinha dentro do próprio continente (sim, isso existe por lá), e nesses sítios aquilo é só floresta (e lagos e assim). Ora bem... eu mal ponho o pé fora do autocarro e saio nesse sítio... apanhei com a maior energia de Outono que já tinha sentido até à altura! Mas foi logo KO! Depois senti também mais tarde numa cidade meia grandita (Västeroas), mas até sair de Estocolmo para ir para essa ilhinha não notei o efeito e depois foi estonteante, daí que concordo com essas palavras a 100%.

A zona geográfica conta e não conta... É verdade que às vezes o Outono (ou outra estação qualquer) entra mais cedo em alguns sítios do que outros, mesmo dentro da própria Europa até. A minha irmã (penso que referi que ela também consegue sentir isto) vive na Suiça e às vezes sentimos em alturas diferentes, ou ela por exemplo já está no Outono na Suiça, vem para Portugal e ainda é Verão, e o Outono entra depois. Porém, nem sempre isso se verifica! Por exemplo, tenho uma amiga russa com quem estive a comentar isto mesmo e o facto daquela altura do Imbolc que referi aqui este ano se sentiu bastante mais cedo, por volta de 15 de Janeiro (o que a minha irmã confirmou também, mas já não me lembro se ela estava na Suiça ou em Portugal, provavelmente Portugal). E então ao comentar com essa rapariga ela disse-me que sentiu exactamente a mesma mudança exactamente na mesma altura, e ela na altura estava na Ucrânia ou mesmo Rússia já nem sei ao certo, e estava tudo branquinho e com temperaturas negativas, mas mesmo assim aquela energia de "aproximação da Primavera" já estava no ar. Talvez tenha a ver com o tipo de mudança e o tipo de energias, mas a verdade é que é algo que tem muito que se lhe diga!

Quanto ao "desde quando" comecei a sentir isso só há alguns anos por acaso, já a minha irmã penso que também começou a notar mais pela altura da adolescência dela. Mas tenho bastante impressão que isso varia muito de pessoa para pessoa e caso para caso, e pode haver até pessoas que tenham isso de nascença. No meu caso por acaso não foi assim, tanto que quando houve o tal episódio das energias de Imbolc se começarem a sentir por volta de 15 de Janeiro eu achei estranho e comentei com a minha irmã para ver se não estava maluco Razz ao que ela respondeu "Não, também senti. Isso já aconteceu algumas vezes antes, mas eras muito novo ainda", precisamente porque só desde há uns anos é que tenho conseguido sentir isso... simplesmente a partir de certa altura comecei a sentir essas sensações em certas alturas do ano. Nas primeiras vezes até encarava como algo mais "normal", no sentido em que pensava que era apenas o ambiente da época ou as situações por que estava a passar. Foi apenas com o repetir das sensações ao longo dos anos que comecei a juntar as peças.
avatar
Lifebringer
Administrador

Peixes Serpente
Mensagens : 277
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 28
Localização : Toruń

http://portugalpagao.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Queen em Dom Set 25, 2011 1:53 am

Obrigada, Lifebringer. Smile
Muitas vezes as coisas acontecem à nossa volta e nunca damos conta. Até ao dia. E a partir daí muitas outras acontecem. Razz
avatar
Queen

Mensagens : 266
Data de inscrição : 06/02/2011
Localização : Ophiussa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Lifebringer em Dom Set 25, 2011 2:04 am

Ora aí está uma grande grande verdade!
avatar
Lifebringer
Administrador

Peixes Serpente
Mensagens : 277
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 28
Localização : Toruń

http://portugalpagao.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Nunnus em Dom Set 25, 2011 12:18 pm

Na minha opinião associo as estações á seguintes fase da vida:
Primavera - Nascimento, infância;
Verão - juventude, idade adulta;
Outono - terceira idade (daí se calhar a tranquilidade, mas tambem começamo-nos a tornar mais frageis, mais propicios a ficarmos doentes, principalmente na terceira idade. Tal como acontece na Natureza, entre aspas Smile)
Inverno - ultimos dias, Morte.

Agora em relação ao que faz sentir em mim, não sei dizer.
Sinceramente ja não sinto ou destingo os efeitos das estações em mim á uns bons tempos.
Ja senti.
E simbolicamente falando, a mesma a associação que faço em cima, só que não morro no Inverno. Smile

Peço desculpa alguma confusão, mas não tenho grande jeito a explicar-me. Smile
avatar
Nunnus

Aquário Cavalo
Mensagens : 81
Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 27
Localização : Lousada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Amitiel Pandora em Sex Nov 11, 2011 10:33 pm

Excelente post white! Deveras pertinente... Aliás deixa-me confessar-te que enquanto o lia só me surgiu na mente a carta de tarot "Morte"..... Não me perguntes porque... É dos meus feelings

De uma forma bastante diferente eu sinto o mesmo que tu. Em todo o processo natural da Terra, o Outuno e Inverno simbolizam o fim e o inicio..... Acredito aqui que a comparação de uma Fénix seja o acertado a fazer. Ela é cíclica e dinâmica e constante.... Imortal, por assim dizer.

Equiparando ao que me surgiu mentalmente.... Tarot - Morte - Regeneração - Natureza, consigo divagar mesmo sobre a propria "renovação" que cada um de nos sofre em cada ano.... É mesmo como referes. Um momento de introspeção. Se a natureza percorre esse caminho, porque não haveríamos nós de o fazer?

E ao longo dos anos.... Dá-se uma imortalidade do "eu interior" exatamente como referis-te,

avatar
Amitiel Pandora

Capricórnio Dragão
Mensagens : 293
Data de inscrição : 24/01/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Convidado em Ter Abr 17, 2012 8:52 pm

Agora tenho uma dúvida...
Parece me que o outono e primavera estao a desaparecer. Ja me disseram que devido as alteracoes climaticas, o ciclo estava a mudar para duas estacoes com temperaturas extremas.
Notaram alguma diferença nas energias? :s

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Lifebringer em Qua Abr 18, 2012 2:49 pm

Olha, é uma pergunta bastante pertinente porque penso que há uma certa verdade nisso que se diz de mudança de tempo e estações (acho que se nota ainda mais esse tempo de "2 estações" em Portugal que aqui na Polónia até, mas mesmo aqui dizem-me os locais que mesmo aqui tem mudado um bom bocado).

Mas por acaso sei responder-te exactamente a essa pergunta, porque foi algo que eu próprio até já tinha notado e reflectido um pouco ultimamente. No que toca a energias diria que apesar da mudança no tempo a nível de energias praticamente nada mudou e continua-se a sentir exactamente cada ponto (aproximação da Primavera, entrada da Primavera, etc.), o que muitas vezes não coincide é com o tempo que efectivamente está a fazer, o que não é algo assim tão incomum. Citando novamente uma história do meu post anterior a título de exemplo do que me refiro:

Por exemplo, tenho uma amiga russa com quem estive a comentar isto mesmo e o facto daquela altura do Imbolc que referi aqui este ano se sentiu bastante mais cedo, por volta de 15 de Janeiro (o que a minha irmã confirmou também, mas já não me lembro se ela estava na Suiça ou em Portugal, provavelmente Portugal). E então ao comentar com essa rapariga ela disse-me que sentiu exactamente a mesma mudança exactamente na mesma altura, e ela na altura estava na Ucrânia ou mesmo Rússia já nem sei ao certo, e estava tudo branquinho e com temperaturas negativas, mas mesmo assim aquela energia de "aproximação da Primavera" já estava no ar. Talvez tenha a ver com o tipo de mudança e o tipo de energias, mas a verdade é que é algo que tem muito que se lhe diga!

Para além disso, tenho também um exemplo muito recente (e semelhante) que me aconteceu a mim aqui na Polónia, no que toca ao Imbolc e àquelas típicas energias de "aproximação da Primavera". Este ano (ao contrário do que aconteceu o ano passado como referi nessa história) senti essas energias (bem claramente até) exactamente um dia antes do Imbolc "do calendário", mas agora o factor curioso é que foi o dia mais frio do ano na altura, aqui na Polónia. Foi a altura que aqui em Bialystok chegou aos -37º inclusive! E no entanto lembro-me claramente de estar a ir de manhãzinha de comboio para o centro, e durante todo o dia, já desde essa manhãzinha cedo, sentir muito claramente aquelas energias "típicas do Imbolc".
Acho que esse caso só vem reforçar aquilo que eu tinha concluído já com essa história anterior que a entrada de uma estação ou fase do ano (e consequentes energias) não depende de todo das condições do tempo lhe corresponderem na altura ou não. Achei fantástico o contraste da clareza com que o senti nesse dia e ser o dia mais frio do ano. E por acaso lembrei-me logo da história da outra rapariga russa.

Espero que isso te tenha esclarecido em relação a essa questão. Pelo menos esta é a ideia que tenho tido sucessivamente pela minha experiência.
avatar
Lifebringer
Administrador

Peixes Serpente
Mensagens : 277
Data de inscrição : 12/06/2010
Idade : 28
Localização : Toruń

http://portugalpagao.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Convidado em Qua Abr 18, 2012 3:12 pm

Sim, era mesmo isso que queria saber, obrigada (:

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Ookami em Qui Abr 19, 2012 9:34 am

Liife vais te tornar no Senhor das Estações um destes dias.
avatar
Ookami

Libra Serpente
Mensagens : 444
Data de inscrição : 05/01/2011
Idade : 27
Localização : Eden

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Taýr Mirellë em Dom Abr 22, 2012 6:44 pm

Ookami escreveu:Liife vais te tornar no Senhor das Estações um destes dias.

HAHAHAHAHAHAHAHA XDDDD
avatar
Taýr Mirellë
The Black Panther

Peixes Boi
Mensagens : 485
Data de inscrição : 02/01/2011
Idade : 104
Localização : Lusitânia Lunar

http://nyankoyue.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Stainless88 em Ter Abr 24, 2012 11:18 am

Nesta questão tenho de concordar com o Nunos. Não consigo associar o Outono à morte, só associo à calma. Uma calma que só consigo ver nos meus avós por exemplo, que nunca se irritam e dizem sempre as palavras certas.
Se calhar o facto de eu fazer anos no primeiro dia de primavera sinto sempre um novo ciclo a chegar nesse dia. Uma renovação depois do Inverno.
avatar
Stainless88

Áries Galo
Mensagens : 27
Data de inscrição : 11/02/2012
Idade : 24
Localização : Sintra

http://www.facebook.com/tantunesleitao

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Random ramblings of directaman

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum