O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sab Maio 21, 2011 8:55 pm

“…It is also not to be omitted that some wicked women, turned away after Satan and seduced by the illusions and phantasms of demons, believe and profess that, in the hours of the night, they ride upon certain beasts with Diana, goddess of the pagans, and an innumerable multitude of women, and in the silence of night traverse great spaces of earth, and obey her commands as of their mistress, and are summoned to her service on certain nights.”
Cannon Episcopi, X century

In the last quarter of the XIV century the stereotype of the witch was already well established drawing from a number of sources and one of the most relevant powers of the witch was her ability to fly at night to attend the diabolical meeting that came to be principally known as the Sabbath, but, unlike what is described in the passage of the Cannon Episcopi transcribed above, from the XIV century onwards the flight was no longer considered an illusion caused by demons or a remnant of superstitious thought but a real phenomena caused by ointments the witches concocted at their nightly reunions. Despite academic brawls and polemics, there is a strand of commonness regarding the supernatural flight of the soul. It is present in mankind’s oldest structured religious forms, it finds its way along the classical age, continues onwards through the medieval and modern period and nestles itself in contemporary mystical experiences. It is not, then, surprising that in many of traditional witchcraft pathways the flight and consequently the Sabbat became one of the cornerstones of the officium.

Looking at historical sources we know for certain that this night travel forms a core part of European Witchcraft as described in the middle ages and modern period. Supported by the work of Tomas Aquinas and his contemporaries on the nature of Evil and the activities of the Fallen with their followers, it became one of the most sought after descriptions by later medieval and renaissance inquisitors, however, before the systematization of an otherwise reactive and eclectic Christian cosmology, several elements regarding the flight were already in place and being commonly attributed to witches. The Strigae, winged demons who vampiricaly preyed on humans and the Bonnae Mulieres, a Latin term used to refer to the company of women that escorted the goddess Diana and that needed to be placated with offerings of food and drink are two of the most prominent examples of this with both terms being commonly used to describe witches. In Apuleius novel Metamorphosis, Lucian sees Pamphile speaking incantations to a lamp and rubbing her body with an ointment that causes her to develop characteristics that make her resemble a strix: she grows wings, feathers, a beak and talons and, although not related and in a much later period of time, the motifs of flight, animal shape and the use of incantations come to us narrated by Emma Wilby on her work “The visions of Isobel Gowdie”. Especially relevant due to its insular nature is also the case of the Benandanti, a group of men and women from the northern part of Italy who claimed to fly in spirit to wage a war against witches and secure crops or participate in a procession of dead souls and who also told of travelling on or in the shape of animals at times.

Nowadays, the iconic Witch is young, naked, and when preparing to depart to the Sabbath she is often accompanied by a broom. Although consistent with the crystallization of the witch stereotype timeframe, the broom is a later addition, dating from XV century and owing its existence to a marginal illustration of witches in the poem Le champion des Dames by Martin Le Frank. In this poem, the witches fly on several household items and also on farming instruments, something that maybe or may not be relevant symbolically and whose significance will rest on the eyes of the interpreter but before instruments were used, the witch required only herself, an incantation which is used due to the metric/rhythmic properties to induce trance and occasionally her ointment, to be on her way to cause mischief.

The examples related above are just a small drop in the ocean of sources that the movement of Modern Traditional Witchcraft drinks from. Understandably, there is high value on the experience of the flight.
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sab Maio 21, 2011 8:56 pm

E vocês? Que experiência têm sobre esta parte, absolutamente ligada e imprescindível à Bruxaria?
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Ash em Sab Maio 21, 2011 9:08 pm

Pelos arquivos históricos, e relativamente maltratantes mas clinicamente viáveis, o uso da vassoura e esta sensação de voar pensasse ser originária de como as antigas praticantes de bruxaria usavam os seus unguentos psicotrópicos, usando paus, não só de vassouras, para aplicar os unguentos nas suas próprias mucosas vaginais onde a droga teria um impacto mais forte e directo, isto por entre as idades médias e o renascimento, onde houve a explosão de bruxaria. Tenho a certeza que muitos de vocês já ouviram esta teoria do carácter histórico desta simbologia, mas gostava de aproveitar por pôr este ponto de vista histórico aqui para contrapor a vista tradicional da vassoura. Acho esta visão da bruxa medieval extremamente interessante, e procuro por vezes saber dos vários rituais específicos da altura, pois alguns dos unguentos usados eram extremamente complicados e avançados para a altura.
avatar
Ash

Sagitário Ovelha
Mensagens : 120
Data de inscrição : 16/05/2011
Idade : 25
Localização : Porto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sab Maio 21, 2011 9:29 pm

Te garanto que os unguentos não eram nada complicados ou avançados para altura Razz

Eu não subscrevo muito essa teoria da vassoura para inserção na vagina (vassoura ou outra coisa qualquer). Os unguentos de que se falavam fazerem parte do repertório da bruxa medieval têm por base plantas psicotropicas já com sustentada tradição na Europa muito antes do sec. XIV - quando surge pela primeira vez a representação da bruxa acompanhada pela dita cuja - e são de fácil aplicação e potentes o suficientes para dispensarem técnicas invasivas que poderiam resultar em lesões - mas hey, os ingredientes tradicionais dessas salvas são todos potencialmente letais, por isso!
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Ash em Sab Maio 21, 2011 10:29 pm

The Scarecrow escreveu:Te garanto que os unguentos não eram nada complicados ou avançados para altura Razz

Eu não subscrevo muito essa teoria da vassoura para inserção na vagina (vassoura ou outra coisa qualquer). Os unguentos de que se falavam fazerem parte do repertório da bruxa medieval têm por base plantas psicotropicas já com sustentada tradição na Europa muito antes do sec. XIV - quando surge pela primeira vez a representação da bruxa acompanhada pela dita cuja - e são de fácil aplicação e potentes o suficientes para dispensarem técnicas invasivas que poderiam resultar em lesões - mas hey, os ingredientes tradicionais dessas salvas são todos potencialmente letais, por isso!
É exactamente por isso que eu subscrevo á visão histórica com uma certa dúvida, embora tenha a certeza que, pela excentricidade que a humanidade costuma apresentar, não é de admirar que o numero suficiente de pessoas se tenha envolvido neste tipo de acções, resultando possivelmente neste mito.
avatar
Ash

Sagitário Ovelha
Mensagens : 120
Data de inscrição : 16/05/2011
Idade : 25
Localização : Porto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Dom Maio 22, 2011 10:43 pm

Acho que um alimenta o outro. É o gesto que alimenta o mito e o mito dá substância ao gesto. Estranha esta forma de alimento contínuo cujas bases (entenda-se, a capacidade nocturna de voar) se estendem por tantas culturas.

O objectivo primário de ter exposto esta peça - que ainda não está terminada - era ter o pessoal a discutir as suas experiências e ver o quão vivo está o bruxedo entre as bruxas modernas.

But they are so elusive one starts to wonder....
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Fenix Dourada em Seg Maio 30, 2011 2:11 pm

Existem determinadas coisas, temas e situações que não se falam em praça publica Wink
Rituais que são passados apenas aos aprendizes directos e não em cursos on line

A maior parte dos livros de Alta Magia que circulam, revelam quase tudo, mas existe sempre um (ou varios) ingrediente que não é revelado. O trabalho do bruxo ou da bruxa é exactamente ter a experiência e sabedoria suficiente para os conseguir realizar....

Folclore e curiosos sempre existiram e sempre existiram... os que verdadeiramente procuram a Arte, mais cedo ou mais tarde Ela chegará ate eles ^^
avatar
Fenix Dourada

Touro Galo
Mensagens : 220
Data de inscrição : 10/01/2011
Idade : 48
Localização : Planeta Gaia

https://sites.google.com/site/fenixdourada2012/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Seg Maio 30, 2011 11:00 pm

Por acaso já encontrei uma data de pérolas on line. Não sei qual é o problema do curso ser on-line versus em pessoa
scratch
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Fenix Dourada em Ter Maio 31, 2011 12:05 am

Ai ta a grande questão... é que para ser realmente uma coisa não pode ser um curso on line.. é uma aprendizagem diaria, contacto diario, até nas mais infimas coisas...
digamos que é mt similar ao andar na escola... leva anos, e podes ver perfeitamente o que se passa com quem tira o 12 ano em "escola" normal e aqueles que tiram nas novas oportunidades...
Aqui acaba por ser a mesma coisa mas mais em profundidade ainda, é o viver mesmo e não so quando se tem tempo... é ter uma actividade que se coadune inteiramente e se poder viver e dedicar inteiramente... não é como os catolicos praticantes e não praticantes... tambem não existe muçulmanos praticantes e não praticantes.... (embora esta dê para debate e não é a minha intenção)

A ligação com um mestre é uma coisa que virtualmente é inconcebível... é como ter um casamento on line... tipo: eu pratico sexo sozinha e ele tambem... não queira dizer que não saibam o que significa sexo em conjunto, mas o sabor é diferente (mesmo com imagem on line XD), acabam por não saber o que o ot sente de verdade, com o toque da outra pessoa.... se esta a tocar bem ou nao, se pode inventar pelo meio ou nao, ect....

Desculpa o exemplo mas acho que esta é a forma mais fidedigna de tentar mostrar uma coisa de forma a que todos entendam..
avatar
Fenix Dourada

Touro Galo
Mensagens : 220
Data de inscrição : 10/01/2011
Idade : 48
Localização : Planeta Gaia

https://sites.google.com/site/fenixdourada2012/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sex Jun 03, 2011 11:48 pm

De que forma é tirar-se um curso impeditivo à vivência?

E de que forma é que isso se relaciona com o discussão de temas de forma aberta?

scratch

Usa os exemplos que quiseres. Eu confesso que não entendi.
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Galagan em Sab Jun 04, 2011 10:12 am

Sob o aspecto da aprendizagem diária tenho que concordar com a Fênix.
Como neófita minha maior fonte de informações infelizmente é on-line. A rede é vasta, assim como as informações e muitas dessas já não são fidedignas a verdade ou a tradições. Existem poucas fontes confiáveis ao meu ver. Eu sinto a falta de um "professor", sinto falta de alguém para me guiar e com quem eu possa discutir, fazer experiências, ser corrigida...
Discutindo aqui no fórum ou com amigos algumas vivencias, experiências, ritos, e informações é muito bom, principalmente pelo cruzamento de informações e pontos de vista que temos.. esta forma aberta é boa, mas para um aprendiz não é a 100% ideal.
Eu sinto que por mais que eu leia, por mais que pesquise, cruze informações e dados na busca de conhecimento ainda perco uma grande parte da essência da Arte...

Talvez não seja o comentário esperado para o tópico, mas se encaixa com a minha realidade hoje. Como a Fênix falou, sexo virtual não tem o mesmo sabor que sexo real.... xD
avatar
Galagan

Escorpião Dragão
Mensagens : 60
Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 28
Localização : Rio Grande do Sul - Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sab Jun 04, 2011 11:06 am

Tudo isso está muito certo, mas eu continuo a questionar:

De que forma é que um curso on-line ou um livro é impeditivo da vivência?

Mas até coloco outras questões:

Quando é que um professor deixa de ser aprendiz? Será que alguma vez o deixa de ser? Quem ensina o professor?

avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Galagan em Sab Jun 04, 2011 11:34 am

Um bom professor jamais deixa de ser aprendiz na minha opinião.. não existe pessoa que chegue ao ponto de dizer "agora sei tudo".
E sobre quem ensina o professor, olha cada qual cada qual, mas eu tenho uma filosofia de vida: "não posso ensinar ou afirmar algo de que eu não tenho certeza". Não estou acostumada a pregar ou falar bobagens por ai...De minha vivência nas arte marciais, sou instrutora em treinamento, eu sei o que posso ensinar pois foi aquilo que aprendi e aperfeiçoei e não tento ensinar algo que não está no meu nível de conhecimento, se me ocorre uma situação do tipo eu busco ajuda com alguém mais graduado.
E pra mim um bom professor é assim, transmite sua vivencia, seu conhecimento mas dentro das suas limitações, quando surgem questões que as ultrapassem este não tenha medo ou receio de pedir ajuda ou se por a pesquisar.

O livro ou o curso on-line não impede a vivência, se impedisse eu estava em altos apuros. Mas simplismente o conhecimento, a forma que é transmitido deixa por desejar, deixa escapar um pouco da essência da Arte.

Como citei acima, está é a minha opinião...
avatar
Galagan

Escorpião Dragão
Mensagens : 60
Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 28
Localização : Rio Grande do Sul - Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sab Jun 04, 2011 8:31 pm

Continuo a não distinguir a diferente entre um curso online (que, btw, geralmente tem um professor por detrás) e ter um professor em pessoa.

Pelas tuas próprias palavras, consideras um professor limitado à sua experiência. Porque é que um curso on line haveria de ser diferente?
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Galagan em Sab Jun 04, 2011 8:44 pm

Cada qual tem o seu ponto de vista, sua forma particular de encarar cada situação... Pela terceira vez, não sou contra os cursos online, até porque como neófita sem professor, sem guia eu estou utilizando os meios online para estudar..
Apenas EU sinto que nesta forma online estou perdendo parte da essência da Arte...
Novamente, para mim, faz diferença... quando converso com meu amigo sobre a Arte e ele me ensina algo, tenta me ajudar, não é apenas o que eu escuto que eu aprendo, mas também o que eu vejo nos olhos dele, o que sinto pelas palavras dele. A forma que esse tipo de troca de conhecimentos me toca é muito especial. E eu não sinto isso via online...

Apenas isso xD
avatar
Galagan

Escorpião Dragão
Mensagens : 60
Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 28
Localização : Rio Grande do Sul - Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por The Scarecrow em Sab Jun 04, 2011 9:01 pm

Muito bem, é justo, mas triste.
avatar
The Scarecrow

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Ookami em Sab Jun 18, 2011 12:57 am

Quite a tasty little topic I see. ^^

Antes de mais vou concordar com as/os três.
- Informação e conhecimento lido ou passado por internet ou outros meios é bom igual
-Sim, há coisas que se não forem feitas em pessoa não levam ao mesmo resultado
- Sim a sabedoria mais profunda requer o cara a cara
Eu considero que se o curso é organizado, planeado e concretizado com a rigidez que era necessária que sim é bem possível. Cada vez mais está área creche e o que já aprendi é que á pérolas escondidas em todos os mais diversos lugares.

Pessoalmente considero que há coisas que não se aprendem a ler, ver e copiar. Bruxaria não é só copiar receitas mas isto também nunca foi tópico de discussão.
Considero que tenho um pequeno cofre de coisas que eu jámais consegui ensinar de qual quer outra forma que se não em pessoa. E coisas que não se oferece ao publico, nem a amigos. Então nesse sentido acho que enquanto cursos podem serem bons e mestres magníficos. Segredos são passados de mão para mão e não de boca para fora.
Só uma opinião novamente mas considero que muitas historias e místicas sobre o que realmente é e não é dão um jeito enorme. Qual forma é melhor para esconder algo que fazer toda a gente pensar que é brincadeira ou lenda. Assim ninguém procura porque não são contraditados, maybe can be more crushing than no at times.
(The chosen will find the truth and seek it out and the rest will dance around aimlessly)

A imagem da bruxa com a vassoura nas mão já não é assim tão comum como pensão. Com a nova geração de wiccans e neo pagans da forma que está. Em dez ou vinte anos ninguém vai dar valor á bruxaria (vamos ser como os padres católicos) e a sua imagem vai ter uma grande transformação. (of course I’m exaggerating but I think most of you will get the insider joke ^^)
avatar
Ookami

Libra Serpente
Mensagens : 444
Data de inscrição : 05/01/2011
Idade : 27
Localização : Eden

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O voo nocturno para o Sabbat - Mais um artigo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum